quarta-feira, 17 de outubro de 2007

O mundo ficou um pouco menos inteligente

Morreu, fiquei sabendo há pouco que ela se foi e com ela desapareceu um pouco da inteligência deste mundo. Tivemos brigas homéricas, daquelas em que a voz alcança limites da insensatez e as jugulares (de uma e outra) querem saltar fora do pescoço como cordas esticadas vibrando em sua máxima potência. Foram bons combates, como não se fazem mais hoje em dia. Luta de idéias, batalhas da racionalidade levada aos limites do irracional. Que vença o melhor, o importante é competir. Com ela aprendi o valor do método, do rigor científico, do argumento bem fundamentado, da discussão levada à exaustão em busca da sempre inatingível verdade absoluta. Ciência pura, pelo puro prazer de conhecer. O mundo ficou menos inteligente, e nos laboratórios dos céus, Deus e os anjos devem estar tendo um trabalhão para provar suas teses.
Saudades.