sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Resiliência se adquire, é construção!


Encontrei o artigo durante a arrumação da minha bagunça, numa revista (Harvard Business Review) esquecida na pilha de coisas entitulada - um dia com calma eu leio!

Escrito por Joshua D. Margolis e Paul G.Stoltz, renomados professores e consultores de renomadas escolas e consultorias internacionais. De um jeito simples e direto, o texto apresenta um método, uma disciplina um verdadeiro um how to do para quando tudo dá errado.

Em vez de lamentar-se, morrer de pena de si mesmo, pular pela janela ou esconjurar o mundo que não me entende, eles propõe um exercício de perguntas e respostas, baseado na análise de quatro pontos:1) Controle, 2) Impacto, 3) Alcance e 4)Duração e, uma mudança fundamental de atitude: parar de buscar as causas incessantemente e planejar o que é possível fazer daqui para frente nas quatro áreas indicadas.

Dizem os autores: Para se tornar mais resiliente, o executivo precisa substituir um raciocínio automático voltada a causas, por um raciocínio ativo, voltado a respostas. Isto implica em:

Em vez de - Eu poderia ter feito algo para impedir esta situação? - substituir por - Que aspectos da situação posso melhorar? (controle)

Em vez de - Provoquei o revés ou ele foi fruto de forças externas? - substituir por - Que impacto positivo posso exercer nos próximos desdobramentos? (impacto)

Em vez de - A causa subjacente deste episódio é exclusiva dele ou mais tentacular?- substituir por - Como conter o impacto negativo e gerar ganhos até aqui ocultos? (alcance)

Em vez de - A causa subjacente do episódio é permanente ou passageira? - substituir por - O que posso fazer para começar a enfrentar o problema já? (duração)

Mas os autores advertem: esta mudança de atitude frente aos problemas se conquista,não se trata de mágica, é fruto de exercício diário.

Para fortalecer sua resiliência é preciso interiorizar estas questões. Escrever sobre elas todos os dias pelo menos 15 minutos. Vai parecer uma eternidade no começo, mas com o tempo trará um ganho enorme na sua agilidade para tomar decisões em momentos difíceis.

E a melhor hora para começar a adquirir resiliência é justamente quando a situação está mais dífícil! Risco e Oportunidade andam sempre juntos. A escolha de qual dos caminhos trilhar está com o indivíduo.

Nessa hora comecei a pensar...porque não pensei nisso antes? e ops, melhor substituir por o que vou fazer com isto daqui pra frente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário