sábado, 15 de agosto de 2009

Parque da Agua Branca


Parque da Agua Branca
Upload feito originalmente por daisy.grisolia
UM GALO, e de verdade!

Eles circulam no meio das galinhas, perdizes, pavões e pessoas. De crista vermelha e empinada, apressados, ciscando pelo chão e sem prestar atenção aos micos e esquilos nas árvores centenárias. O motorista de taxi me contou que não é raro encontrá-los se aventurando pelas ruas da vizinhança.

O Parque da Agua Branca é um evento singular na cidade de São Paulo. Um mergulho no tunel do tempo. Uma vila de casas coloniais, janelas de madeira, portas pesadas, cocheiras, baias, arvores muito antigas e o cheiro de fazenda, dos animais da fazenda, que substitui milagrosamente a irritação da poluição pela calma da casa no campo imortalizada pela Elis (os jovens há mais tempo sabem do que estou falando...os que não sabem, vão para o Google pesquisar um pouco).

No meio do Parque há algumas casas de paredes de vidro e nelas as marcas do trabalho de um grupo de artistas. Foi lá que encontrei OZI e seus amigos. O papo rolou solto por mais de tres horas e com certeza vou levar alguns dias para conseguir registrar todas as (boas) impressões que ele deixou. A trajetória de vida, a coerência e compromisso profissionais, as escolhas estéticas, os valores, os acertos e desacertos, tudo em Ozi é celebração de vida.

Falo sobre isso na próxima...(to be continued)

Nenhum comentário:

Postar um comentário